fbpx
Entrelinhas de Mulher

Isso também vai passar


Isso também vai passar!

O jardim da Rua Jacandará era a morada de centenas de pequenos insetos e plantas que coabitavam em perfeita harmonia.
As minhocas, felizes, aravam a terra com dedicação!
As abelhas voavam de flor em flor ofertando o pólen da vida.
As formigas seguiam fertilizando o solo e ensinando sobre trabalho colaborativo.
As flores sorriam para o sol, cumprimentando-o a cada início de manhã.
As árvores purificavam o ar com seu processo de fotossíntese, compreendendo, a cada nova lufada de ar lançada amorosamente na atmosfera, quais eram suas missões no mundo.

Nem tudo eram flores

Mas nem tudo eram flores nesse jardim! Lara, a lagarta vivia reclamando da vida.
Comentava com a sábia Joana Joaninha: “que saco de vida! Sou feia, desengonçada, molenga e morro de fome! Quantos problemas!”
A joaninha ria e nada respondia. Seguia, pousando de flor em flor.

Certo dia, Lara acordou, de fato, muito mal. Chamou pela amiga e, pela primeira vez na vida, pediu ajuda:
“Joana! Sinto-me a pior das criaturas desse jardim! Todos parecem belos e felizes! E eu nessa letargia e feiura! Ajuda-me!”
Joana sabia que só podia ajudar aqueles que queriam ajuda e assim, decidiu aconselhar a pobre lagarta:
“Lara minha querida! Vou te ensinar a mais linda das lições que pude aprender! Uma expressão mágica que te ajudará a compreender cada momento de sua vida! Um “feitiço” que te tornará capaz de compreender o enredo da vida!”.
Lara sorriu animada! Sentia que algo incrível seria revelado!

Joana prosseguiu: “Lara querida, olhe para qualquer situação da sua existência e lembre: tudo passa!”
Lara ficou intrigada: “Como assim, tudo passa?”
Joana esclareceu: “Tudo na vida é temporário e efêmero! A seca um dia acaba. A inundação seca. A dor evanesce. Assim, não se prenda ao seu peso, a sua falta de beleza ou a sua letargia! Tudo, um dia, passa!
Lara espantou-se: “SÉRIO JOANA? Isso tudo vai passar?”
Joana, serenamente, confirmou: “Tão certo como a luz do amanhecer!”
O coração de Lara se encheu de esperança e ela serenou.

O milagre

A conversa com Joana encheu o coração de Lara de esperança. Ela se sentiu calma e tranquila como há muito não se sentia. Tão calma que adormeceu profundamente.
Quando conseguiu, finalmente acordar, levou um susto.
Sentiu-se presa e amarrada! Pensou: “Joana, isso não ia passar? Passou mesmo! Do ruim para o horrível!”
Chorando, instintivamente começou a se debater e conseguir romper o casulo que a envolvia.
Instintivamente, ao sentir-se caindo, abriu as asas e percebeu-se borboleta!
Ela nem acreditava!
Que milagre tinha ocorrido??

 

Lara, a borboleta

Lara nunca imaginou que seria tão feliz na vida! Desde que se descobriu borboleta, sua vida se transformou!
Conheceu lugares lindos, admirou o nascer do sol vendo os primeiros raios tocarem o lago que havia próximo ao jardim onde morava.
Fez amizades com outras borboletas e tinha encontrado alguém especial que lhe apresentou os vagalumes: estrelas voadoras que enfeitavam a noite dos enamorados.
Aprendeu o balé aéreo e foi aplaudida pelas crianças que, serelepes, corriam atrás de suas asas irrequietas.

Joana e Lara

Certo dia, Lara reencontrou Joana.
Alegre, saudou a amiga: “Jo! Sua linda! Quanto tempo! Estou tão feliz! Tenho tanta coisa pra te contar!”
Joana sorriu e respondeu: “Bom te ver Lara! Estou feliz com e por você!”.
Lara tomou coragem e pediu um novo conselho: “Joana, suas palavras foram preciosas para mim! Ensina-me mais! O que você pode me dizer sobre esta fase linda da minha vida?”
Joana respirou fundo e revelou: “Isso também vai passar!”.

 

A história de Lara e Joana nos ensinam sobre a impermanência da vida! Ensina-nos sobre ciclos e sobre fases!

A mãezinha que chora pelas cólicas de seu bebê deve saber que isso passa, bem como precisa saber que o encanto da primeira infância também passará…

Dias de saúde poderão ser sucedidos por dias de dor. E os dias de dor cessarão com a chegada da saúde!

Saber que tudo passa nos ajuda a ter esperança nas fases difíceis e nos ensina a aproveitar ao máximo as fases felizes da vida!

Que possamos aprender a não nos conectarmos aos fatos e sim aos sentimentos, aprendizados e valores, afinal, tudo passa!

Sigo contigo no amor!

Dani

 

*Este conto foi inspirado em uma lenda de tradição Sufi.

Quero te convidar para conhecer um pouco mais do meu trabalho! Acesse http://daniellelourenco.com.br/loja/. Você pode fazer o download gratuito de um “mini-livro” em pdf com textos afetuosos e conversas incríveis, que falam de coração para coração e também comprar meu livro “Amiga. coloque a calcinha para dentro da calça e outras conversas”.
Você pode curtir, também a minha página do Facebook – Entrelinhas de Mulher

COMPARTILHE

ENVIE SEU COMENTÁRIO