fbpx
Entrelinhas de Mulher

Quando um zero vale muito!


Quando um zero vale muito!

Eu sempre fugia de confrontos. Sabe aquela pessoa que DETESTA briga, grosseria e discussões? Prazer, Eu!
Era daquelas que, na hora do “pega pra capá”, ficava sem palavras, muda igual a uma porta e depois saia magoada, ruminando comigo mesma tudo que podia ter respondido e não respondi, em meio a um mar de lágrimas. Mesmo quando eu tinha razão ou  estava certa eu não conseguia reagir nem me expressar!

 

Photo credit: <a href="https://visualhunt.com/authorFonte: Visual Hunt

Esse jeito “meigo” de ser me fez engolir sapos, desrespeitar meus limites, sofrer e me ferir muito.

Mas, tem uma hora que a gente cansa a beleza, roda a baiana e decide mudar os rumos da nossa história!
Com o amparo do coaching e da terapia, aprendi que posso enfrentar qualquer processo desarmônico com harmonia. Cada enfrentamento descortês com respeito. Cada desgraciosidade com leveza. Não danço a música do meu “oponente”. Mudo o ritmo e convido-o para dançar. Um bailado a la Dani.

Photo credit:Fonte: Visual Hunt

Confesso que não botava muita fé neste jeito “gelatina” de resolver as coisas, mas tem dado certo. Coloco os peitos na mesa, abro meu coração e converso sobre o caso em questão.
Tem sido libertador!
Tão libertador que me senti capaz de dar um próximo passo: não esperar uma oportunidade para resolver pendências, mas sim criá-las. Ser proativa!
Aliado a isso, sinto também uma vontade imensa estar com a casa em ordem e o coração limpo!

Nesta semana, dei o meu primeiro passo. Fui resolver um mal-entendido com uma pessoa pela qual tenho muita consideração e apreço. Marquei um café, coloquei uma bolsa cheia de coragem embaixo do braço e fui.
Abri meu coração com sinceridade, ouvi, com o coração, o que a pessoa tinha para dizer e tudo se resolveu.

Sai de alma leve.

Chegando em casa, eu escrevi agradecendo pela gentileza de me receber e pela oportunidade que deu a nós duas. No dia seguinte, ela me respondeu: ‘adorei que veio! Assunto zerado!”.
E neste momento eu descobri quando um zero vale muito! Saímos do negativo e zeramos a conta! E, a partir de agora, podemos recomeçar e “positivar” de novo!

Eu sei que tem situações e pessoas que o negativo está tão alto que é praticamente impossível liquidar a “fatura”, mas se você perceber a mínima possibilidade de harmonizarem-se, invista. Vale a pena!

Um beijo,

Dani

 

Gostou? Quer ler mais textos da Dani? Conheça o livro “Amiga, coloque a calcinha para dentro da calça e outras conversas”, à venda na loja do Clube da Alice no Shopping Mueller, na loja Mimos e Caprichos e na Amazon.

COMPARTILHE

ENVIE SEU COMENTÁRIO