fbpx
Entrelinhas de Mulher

Eu prometo me amar e me respeitar por todos os dias da minha vida


Eu prometo me amar e me respeitar por todos os dias da minha vida!

A vida é uma dançarina experiente que nos chama para bailar todos os dias. Ela estende as mãos num gesto gracioso e nos conduz pelo salão, girando e girando. Certas músicas são suaves, outras intensas e todas prazerosas. Aprendemos passos elaborados, coreografias e muitas vezes apenas movemos o corpo seguindo a ilógica da intuição. Essa dança nos faz sentir o pulsar da vida… o toque da vida… o calor da vida… a alegria da vida… Alimenta-nos a alma! Dá-nos força e vigor!

Fonte: Visual Hunt

Muitas mulheres seguem, até a eternidade, bailando… Outras, no entanto, decidem parar de dançar… Vão deixando os bailes com a vida para trás. Falam mais frequentemente a frase “no meu tempo era assim” ou “isso é do meu tempo” como se estivessem falando de algo perdido: o que as fazia felizes e o que despertava sua capacidade de sonhar.

Não tem mais tempo para dançar com suas próprias vidas. Não tem mais tempo para si mesmas. As responsabilidades de esposas, mães, profissionais, filhas, irmãs são prioridades, afinal, é preciso cuidar e atender quem se ama.

E como é bom viver este amor de esposa, de mãe, da realização profissional… Pena que para ter isso tudo, é preciso deixar de dançar com vida, certo? ERRADO minha amiga! Deixa eu te contar que quanto mais você cuida e ama a si mesma melhor você desempenhará seus importantes papéis e funções!

Por favor, pare de fazer esta cara de surpresa enquanto pensa: “Como assim? Como fazer coisas só para a minha alegria e o meu prazer podem melhorar as relações com quem amo?”. É engraçado, quando pensamos em fazer coisas para nós mesmas, já bate uma culpa top das galáxias e uma certeza absoluta de que somos as criaturas mais egoístas do universo.

Então bora lá entender este mistério que nada tem de misterioso… é algo simples, beirando a obviedade: damos aquilo que temos! Quanto mais prazer, alegria, energia e deleite tivermos, mais poderemos ofertar estes bons sentimentos aqueles que amamos!

Ainda tá confusa? Vou continuar explicando utilizando a metáfora da máscara de oxigênio. (Você já deve ter ouvido ou lido em algum lugar, mas releia, mesmo sendo uma leitora experiente). Antes da decolagem, as companhias aéreas nos instruem acerca de procedimentos de segurança, sendo que um deles se refere ao uso das máscaras de oxigênio. A fala é mais ou menos assim: “em caso de despressurização, máscaras de oxigênio cairão. Coloque-a sobre o nariz e a boca, respirando normalmente.  Se estiver viajando com uma criança, primeiro coloque a máscara em você e depois no acompanhante.”

Um procedimento seguro que deve ser seguido à risca. Porque? Se você estiver respirando e consciente, pode ajudar seu filho e até os demais passageiros. Se você pensar nele em primeiro lugar, ele respira bem enquanto vai ver você arroxeando ao lado dele… Ou seja, só posso cuidar do outro se eu estiver inteira! Respirando! Forte! Saudável! Feliz!

Tá bege? É… quando comecei a refletir sobre isso também fiquei…

Quer outro exemplo? O que acontece na sua casa quando você fica doente? Uma gripe forte ou uma forte dor de cabeça? A casa pára né? Todo mundo querendo te ajudar, preocupados e tristes. O inverso também é verdadeiro! Se você está superbem, feliz, animada, todos se beneficiam e são nutridos por esta energia! Você tem paciência para brincar com as crianças, energia para um programinha diferente com o maridão e ânimo pra aquele faxinão! Somos os pilares de sustentação dos nossos lares. Somos a liderança amorosa da nossa família!

E como podemos nos cuidar então? Como exercitar, diariamente, o amor a nós mesmas? O famoso amor-próprio?

Usando a abordagem da teoria de Gary Chapman, autor de “As cinco linguagens do amor”, o amor é uma linguagem que se expressa em cinco dialetos: palavras de afirmação, presentes, gestos de serviço, tempo de qualidade e toque. Quando compreendemos a linguagem do outro, conseguimos nos “comunicar” melhor e, nas palavras dele, “encher o tanque de combustível do amor” do outro. Quando isso não acontece, o tanque fica na reserva e sem autonomia para nada.

Achei a teoria muito interessante e fiz uma releitura à luz do amor-próprio, partindo da premissa de que nossa felicidade é o que nos dá a energia – ou seja – o combustível.

Quer ver como é simples?

As cinco linguagens do amor-próprio (adaptado de G.Chapman)

Palavras de afirmação

Reconheça seus feitos bem feitos! Elogie-se! Orgulhe-se de quem você é e do que você faz! Incentive-se: “O jantar que eu fiz estava ótimo!” – “Acho que eu faço isso muito bem!” – “Eu mereço!” – “Eu estou gata!”.

Presentes

O amor-próprio pode ser expresso por pequenos mimos: uma biju, um livro ou um simples café no final da tarde! Presenteie-se!

Gestos de serviço

Faça as coisas por e pra você: mande arrumar seus sapatos ou costurar suas roupas. Leve o seu carro para lavar ou na assistência técnica. Marque (e vá) ao seu médico! Cuide-se!

Tempo de qualidade

Diz respeito à dedicação de um tempo exclusivo, ainda que pequeno só pra você: ver um filme, ler um livro, passear em um parque, uma massagem, ir ao salão, terapia, café com a amiga! Enfim, ALGO PRAZEROSO!

Toque

Abrace-se, beije-se, toque-se, acolha-se e cuide-se! Tenha um pet para chamar de seu! Academia! Massagem! Essas também são linguagem do amor próprio.

Agora, pegue papel e caneta e anote cinco compromissos para fazer com você mesma este novo ano que vai iniciar! Vale usar palavras de afirmação, ou a intenção de um presente mensal, um tempo de qualidade com a amiga ou o que o seu coração comandar! Coloque esta lista em um lugar bem visível e bora pra ação!

E todos os dias, ao acordar, comprometa-se com a sua felicidade! Faça votos de amor pra você mesma! Diga mais ou menos assim:

“Eu me comprometo com os compromissos que fiz comigo mesma.

Prometo me amar,

Respeitar-me

Cuidar-me

Honrar-me

Aceitar-me

Fazer-me feliz

Todos os dias da minha vida!”

 

Oferte-se o mais acolhedor dos “auto-abraços” e comece a escolher a música para voltar a dançar com a vida! Você pode! Você deve! Você merece!

E que venha 2019!

Fonte: Visual Hunt

Sigo contigo no amor!

Dani

COMPARTILHE

ENVIE SEU COMENTÁRIO