fbpx
Entrelinhas de Mulher

Ouvir seu coração significa ouvir a você mesma


Ouvir seu coração significa ouvir a você mesma

Outro dia estava lendo uma publicação de uma coach bem bacana que sigo, Fabi Ormerod. Ela perguntava sobre temas que as pessoas não aguentavam mais ouvir e pedia também sugestões de pautas bacanas. Colaborei respondendo que não aguentava mais o povo falando sobre “ouvir o coração”…

Coloquei este assunto não pela temática – que é linda – mas pela abordagem! Tem tanta gente que te manda “ouvir o coração” para resolver todas as questões da sua vida, mas não te fala como se faz isso!

Parece algo simples, rápido, fácil e acessível, mas não é! Falam como se o coração fosse um grande oráculo que você deve consultar para resolver seus dilemas internos… algo externo, desconexo e acessível como um número de atendimento ao cliente no estilo 0800.

E acreditei neste panorama por ANOS e nunca conseguia ouvir nada! Sentia-me burra, despreparada, distante deste paraíso onde tudo pode, onde tudo se resolve e onde tudo é mágico!

Até que, num belo dia, tudo resolveu mudar! Se você acha que vou te contar que consegui um fone de ouvido miraculoso ou que comprei um aparelho auditivo para minha surdez cardíaca, lamento informar que não foi nada disso!

Comecei a compreender o que, de fato e direito, isso significava… Meio desesperada por resolver uma “parada ai”, coloquei a mão no peito, num gesto de pura aflição e senti o bonitinho batendo forte e acelerado! Percebi então, que meu coração estava dentro de mim… era um pedaço de mim e não algo a ser buscado no externo!

Para ouvir o coração – esse lindo – que tem uma conexão direta com nossa alma, é preciso calma… É uma construção diária!

Entendi que para ouvir e PARA CONVERSAR, com meu coração eu precisava silenciar a minha mente e isso é difícil para caramba (pelo menos para mim!)! Cada vez que paro para pensar, por exemplo, em uma determinada situação ou problema, vem 19886527880837 pensamentos na minha cabeça e destes, 19886527880807 não são muito bonitos kkkk

Eu busquei ajuda “externa” e hoje sei também que não há mágica nem soluções rápidas. Sei que não há gurus ou divindades “superiores” que possam ser os “tradutores” desse som que busco com tanto afinco.

É um processo individual, denso, lento, profundo que demanda tempo, investimento pessoal e resiliência! É enfrentar um deserto na esperança do oásis!

Eu era surda e hoje começo a entender a linguagem dos sinais… a terapia, o coaching, os pequenos momentos de meditação que consigo, os exercícios de respiração e muita força de vontade tem me ajudado muito e sei que um dia escutarei claramente o que meu coração quer me contar!

Descobri por fim que ouvir meu coração significa ouvir a mim mesma! Significa saber quem sou de fato, com todos as minhas centenas de qualidades e dezenas de defeitos… Significa saber o que quero, porque quero e como vou fazer para chegar até lá! Significa descobrir que vivi muitas mentiras a vida toda e que há um mundo cheio das minhas verdades para ser conquistado… Significa viver em harmonia com quem sou em meio da desarmonia dos demais! Significa viver, na prática, toda a minha teoria! Significa ser cada vez mais eu em meio a um mundo de modelos! Significa ser cada mais Dani!

Escrevo este texto para você que se sente surda, muda, cega e desprovida de sentidos neste mundo de pessoas “perfeitas” e com “altas habilidades”… Quero compartilhar minha experiência para te dizer que está tudo bem e que estamos juntas na mesma busca! Que num mundo de tanta gente cheia de “certezas”, nós as rainhas das dúvidas, as andarilhas na estrada da incerteza, estamos no bom caminho: o de encontrarmos a nós mesmas!

Tenha certeza que seu coração quer muito conversar com você! Ele não quer só que você ouça e obedeça… Ele quer trocar aquela ideia amiga e acolhedora! Ele torce muito por você e fará tudo o que puder para que vocês dialoguem muito e sejam super amigos!

E uma dica: cada vez que você suspirar, sorrir sem motivo, sentir um calor no peito, borboletas no estomago ou uma sensação de paz é ele – seu coração – mandando um “oi, to aqui contigo” para você!

Estamos juntas na busca!

Sigamos!

Com amor,

Dani

Quero te convidar para conhecer o meu livro! Envie um e-mail para: [email protected] e eu  te enviarei um “mini-livro” em pdf com textos afetuosos e conversas incríveis, que falam de coração para coração! O livro “Amiga, coloque a calcinha para dentro da calça e outras conversas”, está à venda na loja  Mimos e Caprichos e na Amazon.
Você também pode curtir a minha página do Facebook – Entrelinhas de Mulher!